Arábia Saudita ganha cinco posições em índice de corrupção de 2017 da Transparência Internacional

Arábia Saudita ganha cinco posições em índice de corrupção de 2017 da Transparência Internacional

PR Newswire

RIAD, Arábia Saudita, 23 de fevereiro de 2018

RIAD, Arábia Saudita, 23 de fevereiro de 2018 /PRNewswire/ -- A Transparência Internacional divulgou o seu Índice de Percepção de Corrupção (IPC) de 2017, no qual a Arábia Saudita subiu cinco postos em relação ao ranking do ano anterior e passou da posição 62 para a 57. Embora o índice corresponda ao ano passado, a notícia chega após os recentes esforços da Arábia Saudita para combater a corrupção no país com medidas arrojadas, dentre elas a criação de uma Comissão Nacional de Combate à Corrupção em novembro de 2017.

Segundo dados divulgados pela organização mundial de combate à corrupção na última terça-feira, a pontuação geral da Arábia Saudita é de 49 em uma contagem que vai até 100. Entre os países árabes, a Arábia Saudita melhorou sua colocação, chegando ao terceiro lugar na região, com pontuação mais alta do que a média regional, que é de 33 pontos. O reconhecimento chega em um período de rápido desenvolvimento para a Arábia Saudita, que busca incansavelmente cumprir com a ambiciosa agenda do programa Visão 2030.

Importantes autoridades sauditas comemoraram o relatório, declarando que ele "marca um resultado tangível do plano Visão 2030 da Arábia Saudita e do seu comprometimento com a prestação de contas e uma evolução contínua". O advento da Comissão Nacional de Combate à Corrupção é apenas o movimento mais recente para aumentar a transparência no país e que envolve vários órgãos governamentais. Dentre eles estão o Adaa, ou Centro Nacional de Medição de Desempenho.

"Estamos empenhados em alcançar os objetivos do plano Visão 2030, que abrangem maior transparência e prestação de contas em todos os aspectos do nosso governo, e este relatório mostra que estamos progredindo", disse o ministro de Economia e Planejamento, Mohamed Altwaijri. "A utilização do Centro Nacional de Medição de Desempenho (Adaa) pela Arábia Saudita como indicador independente do desempenho de nossos órgãos públicos é uma das muitas ferramentas que podemos considerar responsáveis pela melhora da nossa posição global."

"Permitir que o governo seja transparente é um dos principais motivos da criação do Adaa, e estamos felizes por ver que os nossos esforços e todos os esforços em prol da Visão 2030 estão apresentando um progresso real", disse o diretor-geral do Adda, Husameddin AlMandani. "É importante que os líderes globais criem organizações que ajudem a aumentar a transparência e a eficiência do governo."

O Índice de Percepção de Corrupção analisa as percepções sobre corrupção no setor público em 180 países anualmente e compara a pontuação desses países usando uma escala de 0 a 100, com 0 indicando alta percepção de corrupção e 100 indicando alta percepção de integridade. O relatório de 2017 concluiu que a pontuação de corrupção média global é de 43, igual à de 2016.

Mesmo com o relatório mostrando um progresso em geral pequeno com relação à redução das percepções de corrupção, a pontuação do Reino da Arábia Saudita chegou a 49, contra os 46 pontos de 2016.

O impulso por maior transparência e melhor medição de desempenho é uma parte fundamental da Visão 2030 e algo emblemático para a pretensão da Arábia Saudita de trabalhar junto com vários parceiros internacionais para criar e consolidar as melhores práticas no âmbito de entidades públicas e privadas.

Contato: Dur Kattan, diretora-executiva de RP e comunicações - Centro Nacional de Medição de Desempenho (Adaa). dkattan@adaa.gov.sa, +966-920001156.

FONTE The National Center for Performance Measurement (Adaa)

Voltar noticias em Português no Mundo