Dia Internacional do Jazz 2018 termina após shows comemorativos em São Petersburgo e Nova Orleans

Dia Internacional do Jazz 2018 termina após shows comemorativos em São Petersburgo e Nova Orleans

Milhares de shows e programas foram realizados em mais de 190 países em todo o mundo

PR Newswire

SÃO PETERSBURGO, Rússia, 1o de maio de 2018

SÃO PETERSBURGO, Rússia, 1o de maio de 2018 /PRNewswire/ -- O Dia Internacional do Jazz 2018 terminou de forma espetacular esta noite em São Petersburgo, após um show extraordinário de estrelas globais ("All-Star Global Concert") no histórico Teatro Mariinsky e que encerrou e complementou os programas educacionais oferecidos à comunidade durante vários dias e em toda a cidade. O show, coordenado pelos codiretores artísticos Herbie Hancock (EUA) e Igor Butman (Rússia), foi transmitido ao vivo pelas Nações Unidos e pela UNESCO e em www.jazzday.com. Incluiu apresentações de uma grande variedade de artistas internacionais, entre eles: Oleg Akkuratov (Rússia), Till Brönner (Alemanha), Oleg Butman (Rússia), Terri Lyne Carrington (EUA), Joey DeFrancesco (EUA), Fatoumata Diawara (Máli), Vadim Eilenkrig (Rússia), Kurt Elling (EUA), Antonio Faraò (Itália), James Genus (EUA), Robert Glasper (EUA), David Goloschekin (Rússia), Hassan Hakmoun (Marrocos), Gilad Hekselman (Israel), Horacio Hernandez (Cuba), Taku Hirano (Japão), Anatoly Kroll (Rússia), Gaoyang Li (China), Rudresh Mahanthappa (EUA), The Manhattan Transfer (EUA), Branford Marsalis (EUA), James Morrison (Austrália), Orquestra de Jazz de Moscou (Rússia), Makoto Ozone (Japão), Danilo Pérez (Panamá), Dianne Reeves (EUA), Lee Ritenour (EUA), Luciana Souza (Brasil) e Ben Williams (EUA). John Beasley (EUA) atuou como diretor musical.

Da esquerda para a direita, celebrando o Dia Internacional do Jazz 2018 em São Petersburgo, na Rússia:  Igor Butman, Herbie Hancock, David Goloschekin, Robert Glasper, Kurt Elling, John Beasley, Dianne Reeves, Terri Lyne Carrington, Till Bronner, Luciana Souza

O show com as estrelas globais incluiu discursos especiais dos copresidentes do Dia Internacional do Jazz: Audrey Azoulay, diretora geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e Herbie Hancok, embaixador da Boa Vontade da UNESCO. A noite contou com apresentações de músicos incomparáveis de todo o mundo e suas interpretações exclusivas de jazz. Combinações criativas incluíram The Manhattan Transfer com uma versão espetacular de "Birdland", com a Orquestra de Jazz de Moscou, e o renomado saxofonista Brandford Marsalis tocando "As Long As You're Living" ao lado do aclamado vocalista Kurt Elling, a sensação alemã do trompete, Till Brönner, e o pianista italiano Antonio Faraò. A maravilhosa vocalista Dianne Reeves juntou-se ao saxofonista russo Igor Butman, ao pianista japonês Makoto Ozone, e a Ben Williams, baixista e estrela em ascensão, para cantar "In a Sentimental Mood" em um número deslumbrante. O show terminou com uma apresentação emocionante de "Imagine", o querido hino da paz de John Lennon e que reuniu todo o elenco.

Antes do show das estrelas globais, São Petersburgo ofereceu uma programação bastante variada e que incluiu aulas e workshops com Oleg Butman e Lee Ritenour; painéis para debate sobre Jazz e Paz, Mulheres no Jazz e Jazz e Música de Raiz, e sessões de improvisação musical (jam sessions) com músicos do Instituto de Jazz Thelonious Monk.

As festividades do Dia Internacional do Jazz haviam começado em Nova Orleans com o show International Jazz Day Salute to New Orleans (Saudação a Nova Orleans do Dia Internacional do Jazz), realizado alguns dias antes no histórico Teatro Orpheum. Milhares de pessoas assistiram a este show gratuito que comemorou os 300 anos da fundação de Nova Orleans, berço do jazz. O show começou com uma "segunda linha" exclusiva de Nova Orleans e tendo os Preservation Hall All-Stars como músicos da linha de frente, e teve também apresentações de Herbie Hancock com Patti Austin, Philip Bailey, Bilal, Terence Blanchard, Jon Cleary, Ledisi, Quiana Lynell, Herlin Riley e muitos outros. O show será transmitido no www.jazzday.com às 19 horas horário da costa leste dos Estados Unidos, após a transmissão do show das estrelas globais a partir de São Petersburgo, às 16 horas, horário da costa leste dos Estados Unidos. Além do show ao vivo, várias atividades educacionais e interessantes nas escolas e relacionadas ao jazz foram realizadas por artistas que são professores do Instituto e educadores de escolas em toda Nova Orleans.

O Dia Internacional do Jazz é comemorado no mundo todo e todos os anos no dia 30 de abril. Destaca o poder do jazz como motor de liberdade e criatividade, promovendo o diálogo intercultural por meio do respeito e da compreensão e unindo pessoas de todos os cantos do planeta.

O Dia Internacional do Jazz foi adotado pelos países membros da UNESCO por iniciativa de Herbie Hancock, embaixador da Boa Vontade da UNESCO. Estabelecido em parceria com o Instituto de Jazz Thelonious Monk, o dia é reconhecido nos calendários oficiais da UNESCO e das Nações Unidas, e é comemorado em mais de 190 países em todos os sete continentes. Todos os anos, escolas, universidades, bibliotecas, clubes de jazz, centros de arte e cultura, artistas e organizações artísticas de todas as áreas e em todo o mundo prestam homenagem ao jazz realizando milhares de shows, programas educacionais e programas de serviço à comunidade.

Os programas do Dia Internacional do Jazz foram realizados sob os auspícios da Toyota, parceiro principal de 2018.

Para obter mais informações sobre o Dia Internacional do Jazz, visite www.jazzday.com ou www.unesco.org/jazzday.

Material selecionado de mídia por Steve Mundinger do DIJ 2018 em São Petersburgo

https://goo.gl/hvQceJ

Vídeos do DIJ 2018 em São Petersburgo

https://goo.gl/4uYUdm

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/684877/Thelonious_Monk_Institute_of_Jazz.jpg

FONTE Thelonious Monk Institute of Jazz

Voltar noticias em Português no Mundo